O que fazer depois do ensino médio? Você que terminou o ensino médio já conquistou mais uma etapa nos seus estudos — claro que deve se alegrar! Porém, talvez esteja com um pensamento chato te atrapalhando, sobre quais opções você possui agora e como entender o que quer.

Não se desespere, é normal essa confusão no começo! Afinal, o ensino superior já não é mais a única escolha para continuar o aprendizado; existem alternativas que te favorecem e ajudam a encontrar a sua área de interesse.

Para te dar uma mãozinha, listamos abaixo as opções que podem ser a luz no fim do túnel sobre o que fazer depois do ensino médio. Dê uma olhada!

Estudantes-em-uma-sala-de-aula-o-que-fazer-depois-do-ensino-médio

Cursos profissionalizantes

Os cursos profissionalizantes são uma ótima escolha para se capacitar em diferentes áreas de interesse e apostar na qualificação para o mercado de trabalho. 

Eles costumam variar na categoria e na duração, podendo ir de 6 meses a 2 anos, de acordo com a especialidade.

Assim, dá para ter aquele “feeling” — sem descartar as pesquisas que você deve fazer — sobre o que quer para o seu futuro, investindo em áreas como:

  • saúde (auxiliar de veterinário, cuidador de idosos etc.);

  • gestão empresarial;

  • apoio educacional;

  • produção cultural;

  • informática (básica e avançada);

  • idiomas (em níveis diversos, a partir da língua escolhida);

  • games e tecnologia mobile.

    Esses são apenas alguns exemplos. Por isso, pesquise preços, regiões, classificações e escolha a escola e o curso que mais te atraem.

    Além da variedade, os cursos profissionalizantes garantem outros benefícios, como:

  • melhoria na renda devido à entrada no mercado de trabalho;

  • experiência para atividades profissionais e cursos futuros;

  • diferencial no currículo e nas habilidades pessoais;

  • estabilidade financeira para planos profissionais e de carreira.

    Aposte na sua capacitação e não tenha medo de seguir outros caminhos!

grupo-de-estudantes-analisando-fiação

Cursos técnicos

Os cursos técnicos também são próximos do mercado de trabalho, mas, ao contrário dos profissionalizantes, são prolongados e, às vezes, exigem pré-requisitos.

Mesmo assim, ainda são uma boa opção de o que fazer depois do ensino médio. Principalmente se você quer um contato com uma área de interesse antes de apostar no superior, equilibrando paixões e qualificação profissional, experimentando o “gostinho” do que é aquele serviço.

Além da experiência, o técnico pode oferecer:

  • rápida entrada no mercado de trabalho;

  • retornos de renda em curto prazo;

  • melhoria das habilidades profissionais;

  • identificação (ou não) com a área de trabalho, que é uma grande questão para decidir os próximos passos.

Intercâmbios

Sabe aquela viagem que você tanto sonha? Não espere mais! Aproveite este momento para se encontrar, conhecer culturas novas e trocar experiências — sempre equilibrando os prazeres pessoais com a qualificação profissional.

uma-mala-sobre-o-mapa-mundi

Pode até parecer estranho o intercâmbio como opção para o que fazer depois do ensino médio. Porém, não feche suas escolhas e pensamentos!

Encare o intercâmbio como uma oportunidade para mudar a sua visão de mundo e se direcionar para o próximo passo na decisão profissional.

Existem agências de viagem com promoções para estudantes, como a CI Intercâmbio e Viagem.

Outras que cobrem valores de passagem e estadia em troca de trabalhos voluntários, como a STB – Student Travel Bureau, ou mesmo que bancam o intercâmbio e te direcionam para o ano letivo, como a AFS Brasil.

Essas possibilidades dão até um “friozinho na barriga”, não é mesmo? No entanto, pense nas vantagens:

    • contato com pessoas novas;

    • imersão em uma cultura diferente, ampliando a sua visão de mundo;

    • aprendizado ou aprimoramento de um novo idioma, o que fará diferença no mercado;

    • participação em trabalhos e atividades que destacam o seu currículo.

Não se prenda, bote uma mochila nas costas e encare os desafios!

Moço-lendo-para-crianças-de-instituições

Trabalhos voluntários

De acordo com uma pesquisa feita em 2014 pelo Instituto Data Folha, apenas 3 a cada 10 brasileiros já experimentaram o trabalho voluntário.

Ainda é uma porcentagem baixa, considerando a quantidade de organizações que trabalham com esse apoio e empresas que possuem a cultura do voluntariado e o consideram como diferencial.

Porém, o que mais surpreende não são os números, mas sim a falta de conhecimento sobre os benefícios do trabalho voluntário, que vão além da ajuda propriamente dita.

Jovens-trabalhando-num-campo-de-agricultura

Você sabia que essa opção pode te ajudar muito enquanto estudante? Entenda os motivos:

  • contato com áreas diversas que podem ser cogitadas como profissão;

  • “amostra” do que é trabalhar em uma instituição ou área de interesse;

  • contato com profissionais, comunidades e organizações, que podem render um bom network o futuro;

  • pontos no currículo para quem tem pouca ou nenhuma experiência profissional;

  • equilíbrio entre o fator “ajuda” e o descobrimento das habilidades;

  • ótimo diferencial no currículo, no olhar de empresas que consideram a cultura do voluntariado.

Três-pessoas-fazem-uma-prova

Concursos públicos

O concurso público é uma alternativa que passa na cabeça de muitos brasileiros, mas não são todos que prosseguem com a ideia.

Mesmo assim, existem muitos concurseiros de plantão. Por isso, você precisa planejar e dedicar horas de estudo para conquistar uma vaga.

Considere o tempo e os materiais investidos, a possibilidade de mudança para outra cidade e a possível demora para conseguir a posição.

As opções variam de acordo com o grau de formação do candidato, com várias oportunidades para estudantes que acabaram de concluir o ensino médio. Dentre elas:

  • cargos administrativos;

  • carreiras fiscais;

  • carreiras policiais;

  • cargos em tribunais.

Coloque na balança as exigências para a prova e o setor que você pretende concorrer e as vantagens que a vida de concursado oferece, como:

Um-lápis-e-um-gabarito
  • inserção antecipada no mercado de trabalho;

  • estabilidade financeira;

  • bom salário fixo;

  • possibilidade de investimento em outros cursos ou manter uma boa qualidade de vida.

Moça-aprendendo-algo-no-tablet-em-uma-reunião

Estágios

Os estágios podem ser consequência natural do curso profissionalizante, técnico ou superior. No entanto, existem muitos estudantes que procuram vagas por conta própria.

Se você já quer começar a trabalhar, procure empresas que contratam estagiários sem experiência, ofereçam bons conhecimentos na área e façam contratos de 1 ano com possibilidade de renovação ou temporários em setores diferentes.

Veja algumas vantagens que um estágio pode te proporcionar:

  • possibilidade de juntar dinheiro para investimentos;

  • enriquecimento do currículo com experiências profissionais;

  • vivência em ambiente empresarial.

Esses benefícios são válidos tanto para o momento do estágio quanto para o futuro, gerando destaque no currículo e a tão necessária experiência para o mercado.

Um-chapeu-de-formatura-e-um-diploma

Cursos superiores

Mesmo com tantas opções, o curso superior continua sendo uma escolha interessante sobre o que fazer depois do ensino médio.

As experiências são diferentes para cada pessoa, mas essa ainda é uma boa maneira de dar o pontapé inicial em uma carreira e obter resultados a longo prazo.

Você pode fazê-lo logo após os três últimos anos de escola ou então depois do curso profissionalizante, estágio ou viagem que tenha escolhido fazer.

As formas de ingresso são por meio do Enem ou vestibular, com opções para faculdades públicas e particulares de várias regiões do país.

Vale ressaltar a importância de procurar saber antecipadamente sobre o tipo de entrada, datas das provas e os investimentos para o curso superior.

Escolha sua carreira com sabedoria!

A partir do momento em que você se direciona para a área de escolha, consegue ter:

  • aperfeiçoamento das suas habilidades;

  • reconhecimento dos pontos fortes e melhoria nos pontos fracos;

  • conhecimentos aprofundados na área escolhida;

  • participação em projetos e pesquisas dentro de um setor;

  • melhor preparo para o mercado de trabalho.

Não se acomode com apenas uma das ideias apresentadas neste post! Por exemplo, se você fez um curso profissionalizante, por que não investir em um intercâmbio, procurar outras atividades complementares ou seguir a área em um curso superior?

Um-emaranhado-de-objetos-com-motivações

O importante é não limitar as suas decisões, mas sim encontrar o que fazer depois do ensino médio a partir das suas vontades, oportunidades e escolhas, se qualificando profissionalmente e como pessoa.

Curta a nossa página no Facebook e conheça as opções em cursos, materiais educativos e informações que oferecemos exclusivamente para você!