Quando se está em vias de concluir o ensino médio, ou já se concluiu, é natural surgirem dúvidas sobre os próximos passos, principalmente quando se tem vontade de ingressar numa área sem ter que cursar uma faculdade necessariamente.

Se você tem gosto pelo trato com animais e pensa que pode se dar bem nessa área talvez seja bom encontrar um curso  de auxiliar de veterinário em SP, por exemplo, para experimentar seu interesse vocacional e perceber se valerá à pena investir profissionalmente nesse segmento.

Entretanto, é importante pesquisar qual instituição oferece uma capacitação profissional qualificada, como é sua estrutura física, equipe de professores etc, para saber se terá o retorno esperado do investimento de tempo e dinheiro que será necessário.

Continue lendo porque temos informações essenciais para que você não erre no momento da escolha.

Grupo-de-jovens-durante-uma-aula

Como o MEC classifica o curso e a instituição?

Para ter mais segurança sobre a escolha que está fazendo, é muito importante buscar fontes confiáveis para checar se o que as instituições estão dizendo em seus website, e demais locais de propaganda, é verídico.

O Ministério da Educação (MEC), que estabelece as diretrizes e bases da educação, é também responsável pela avaliação dos cursos e estabelecimentos de ensino em todo território nacional.

Por isso, é possível averiguar no portal e-MEC qual a nota do curso e da instituição de todos os cursos superiores e profissionalizantes que fazem parte de seu catálogo.

Quais profissionais formam seu corpo docente?

Outro ponto muito importante é conhecer o nível de conhecimento e qual a atuação no mercado de cada um dos profissionais do corpo docente para ter certeza de que poderão oferecer a formação e os direcionamentos que você busca para se qualificar.

Um-professor-na-rua

Avalie qual a experiência na área de saúde animal e também os locais em que já trabalharam para além dos limites da instituição. Isso conta bastante na hora que você for esclarecer dúvidas e se inteirar sobre o cotidiano de um auxiliar de veterinário.

Afinal, um dos grandes diferenciais de se fazer um curso profissionalizante está justamente na maior agilidade e facilidade em iniciar a vida profissional, diferentemente de uma faculdade na qual esse processo leva mais tempo.

Qual a infraestrutura ideal para um curso de auxiliar de veterinário em SP?

Vamos combinar que quem faz um curso profissionalizante não está interessado apenas nas disciplinas oferecidas, não é mesmo? 

Pet-shop

 A infraestrutura física da instituição e suas parcerias para o ingresso no mercado de trabalho são elementos que devem constar na lista de quem está procurando um bom local para se formar.

Leve em conta se a instituição tem boas salas, laboratórios bem equipados, parcerias com estabelecimentos do ramo que estabeleçam numa boa rede de contatos.

Afinal, estar próximos de profissionais que possam ajudar a alcançar seus objetivos e, até mesmo, atuar na área enquanto estuda é parte fundamental de todo esse processo.

Quais formatos de ensino estão disponíveis na instituição?

Atualmente existem três formatos de ensino disponíveis — o presencial, o Ensino a Distância (EAD) e o misto dos dois. 

Alunos-em-turma
Um-rapaz-com-livros-estudando

Quanto mais possibilidades a instituição oferecer a você, melhor, pois isso significará mais chances da sua agenda se adaptar ao curso e conciliar estudo e trabalho.

Se você escolher a formação EAD, procure entender melhor como seria a formação relativa às atividades práticas que fazem parte do dia a dia de um auxiliar de veterinária. As melhores instituições viabilizam formas de ter algumas aulas presenciais a fim de possibilitar esse contato.

Se optar pela formação presencial, fique atento à localização da instituição. Existem linhas de transporte público por perto? Está em um local muito distante de você vive? Tudo isso fará diferença no dia a dia de estudos.

Agora que sabe o que considerar ao escolher um curso de auxiliar de veterinário em SP, entenda melhor como é o curso de auxiliar veterinário de animais de pequeno porte