Comunicação e carreira são duas coisas que andam juntas. Uma não existe sem a outra.

Enquanto as profissões vão exigir habilidades, capacidades técnicas, aptidões e/ou comportamentos que são específicos para o seu exercício, ser capaz de comunicar-se bem, é algo essencial em qualquer área de atuação do mercado. 

Não existe nenhum profissional bem-sucedido que não se comunique com excelência. A comunicação é considerada, inclusive, uns dos principais fatores de empregabilidade.

Comunicar-se bem é fundamental para defender ideias, pontos de vista, propostas. É por meio desta competência que você vai garantir melhores oportunidades e aprimorar seu desempenho profissional.

Mas se você for uma daquelas pessoas que não detêm essa capacidade, acalme-se.

Ao contrário do que muitos pensam, comunicar-se bem não é algo automático, mas, sim, uma competência que precisa ser trabalhada. Por isso listamos 6 dicas para ajudar você a desenvolver suas habilidades comunicativas.

Confira!

Homem com copo

1. Atente-se à sua postura corporal

Você já deve ter ouvido por aí que “o corpo também fala”, não é mesmo? E isso é verdade.

A comunicação entre as pessoas não se estabelece apenas por meio da linguagem verbal, mas também por meio da linguagem corporal (não-verbal).

Braços cruzados podem significar que você não está aberto ao diálogo; bocejar pode dar a entender certo desinteresse; cabeça muito inclinada para cima pode indicar arrogância etc.

Por isso, atente-se aos seus gestos e posturas diante das pessoas.

Lembre-se de que a comunicação não-verbal pode ter, muitas vezes, mais impacto do que a verbal propriamente dita.

Seu corpo precisa transmitir a mesma mensagem que as suas palavras.

Moço-sentado-conversando

2. Aprenda a ouvir

A maioria das pessoas tendem a falar mais e ouvir menos. Muitos querem o direito à palavra, mas poucos se dispõem a dar ouvidos ao que o outro tem a dizer.

Contudo, para que uma comunicação se estabeleça de maneira efetiva é preciso equilíbrio.

Na verdade, se nós conseguíssemos ouvir mais uns aos outros, certamente teríamos relações mais bem-sucedidas.

Então que tal pôr em prática aquele ditado popular que diz que “falar é prata, mas ouvir é ouro”?

Homem-gritando

3. Tenha cuidado com o tom de voz

Você já deve ter se deparado/convivido com alguém que fala gritando ou em tom de ordem, como se estivesse mandando o tempo todo.

Pessoas assim, infelizmente, não são difíceis de encontrar por aí e relacionar-se com elas não está na lista das experiências mais agradáveis, não é mesmo? 

Por isso, tenha cuidado com o tom da sua voz ao comunicar-se com as pessoas. A maneira como você se coloca para o outro, pode mudar completamente o feedback que ele vai dar a você.

Seja gentil, educado e procure falar em baixo tom. Destaque-se, realçando suas habilidades interpessoais positivas.

Isso fará toda a diferença na forma como o outro vai se posicionar diante de você e de toda a equipe de trabalho.

Público-alvo

4. Conheça seu público

É indispensável que você conheça a pessoa, grupo ou empresa com a qual estabelecerá alguma comunicação. 

Não tem como você interagir com segurança — seja em uma reunião de pautas rotineira ou em uma convenção entre líderes — se não conhece o público com o qual está lidando.

Você certamente não alcançará os objetivos que estabeleceu e que a sua empresa espera de você.

Por isso, prepare-se antes, atente-se às reações das pessoas durante a conversa e analise o feedback delas depois.

Quando você identifica se está no caminho certo ou se ainda tem aspectos comunicativos a aprimorar, seus resultados tendem a ser sempre melhores.

Local-de-trabalho

5. Fique atento aos exageros

Conhece aquela máxima que diz que “todo excesso é prejudicial”? Pois aqui ela também se aplica.

Um ambiente de trabalho será sempre um ambiente de trabalho.

Manter uma postura profissional não pode se perder em meio às gentilezas, atitudes excessivamente simpáticas e atenção demasiada para com o outro.

Mantenha uma postura firme e segura, independentemente de qual seja o seu cargo, e lance mão do seu bom senso ao comunicar-se em um ambiente profissional.

Encontre o equilíbrio nas suas relações interpessoais ao longo da sua vida profissional.

Mulher-sorridente

6. Não se esqueça: comunicação e carreira são inseparáveis

Encontrar-se em uma carreira e crescer nela está intimamente ligado a ser um bom comunicador.

Basta pensar que as chances de um ambiente profissional ser impactado positivamente quando as informações são passadas com clareza, de maneira segura e de modo com que as pessoas se sintam acolhidas (e não intimidadas), são infinitamente maiores do que em um ambiente em que falte a generosidade e o respeito, por exemplo.

O raciocínio é simples: é possível ocupar um cargo de liderança de maneira bem-sucedida, se sua equipe de trabalho não concorda com suas posturas e até mesmo não tem empatia por você? Pense sobre isso!

E se a vida em sociedade só se estabelece por meio das relações interpessoais, no âmbito profissional, a coisa não é diferente. É somente por meio da comunicação que as relações são geridas, administradas e mantidas. 

Este processo, encarado por muitos como algo natural e espontâneo — e por vezes reduzido à troca de informações entre dois indivíduos ou entre um grupo —  pode ser responsável tanto pelo seu sucesso, quanto pelo seu fracasso.

Isso só vai depender de como você o desempenha. Não se esqueça disso!

Mesa-de-Reuniões

Essas são as dicas que temos para você. Esperamos que tenham entendido a importância da relação comunicação e carreira na a garantia de sucesso profissional, qualquer que seja sua área de atuação.

Quanto melhor você se comunicar, a tendência a ser interpretado como pretendeu e as chances de ser reconhecido e valorizado no ambiente de trabalho são cada vez maiores.

Então, não importa se você é tímido ou extrovertido, aja sempre com segurança, convicção e clareza ao relacionar-se com as pessoas.

Seja simpático, mantenha-se positivo e procure saber quais impressões você causou no outro.

Desenvolva suas habilidades comunicativas e veja sua carreira deslanchar. Lembre-se sempre: comunicar-se bem é fruto de um exercício diário.

Nosso conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário no nosso post. Sua opinião é muito importante para nós!