Ao elaborar um currículo, é muito comum que os postulantes a diversos tipos de vaga se deparem com a seguinte questão: “afinal, como descrever meu perfil profissional?”.

Essa dúvida aparece com frequência ainda maior para pessoas em busca da primeira oportunidade de trabalho, algo completamente normal. Mas antes de pensar em preencher esse campo do documento, primeiro é preciso entender para que ele serve.

De forma resumida, a descrição do perfil profissional figura como uma espécie de síntese das suas principais habilidades, conhecimentos, pontos fortes e experiências.

Ou seja, nele devem constar as informações mais relevantes para a vaga. Quer saber como montar o seu? Então continue a leitura!

Destaque e classifique suas principais habilidades

Uma dica valiosa para quem está interessado em aprender a como descrever o perfil profissional é tentar se colocar no lugar do contratante.

Reflita: se você estivesse procurando por pessoas qualificadas para determinada vaga, o que mais chamaria a sua atenção em um currículo?

Respondendo a pergunta, podemos dizer que um dos pontos de maior atração para o empregador são as habilidades do profissional.

Suas-habilidades-podem-falar-por-você-como descrever meu perfil profissional

Basicamente, essa parte do currículo serve para evidenciar competências e conhecimentos adequados à vaga. Além disso, é interessante classificá-las como básicas, intermediárias ou avançadas. Veja alguns exemplos de habilidades:

  • conhecimentos avançados no pacote Office, com certificação pela instituição X;
  • conhecimentos básicos em JavaScript, com certificação pela instituição Y.

Evite informações desnecessárias

O segundo passo para responder à pergunta “como descrever meu perfil profissional?” é bem simples: seja sucinto e evite informações desnecessárias.

Lembre-se: o empregador terá uma enorme quantidade de currículos para analisar, e aqueles fora de foco e sem relevância tendem a não causar uma boa impressão.

Nesse momento é vital ter em mente que quantidade não significa qualidade. O conteúdo do perfil profissional precisa apenas destacar de modo simples suas principais habilidades, experiências e conquistas.

Portanto, nada de criar textos complexos ou apostar na famosa “encheção de linguiça”, combinado?

Mantenha seu perfil fiel à realidade

Um dos erros mais graves geralmente cometidos por quem quer descrever o perfil profissional é a inclusão de dados falsos.

seja-autêntico

Sim, nós sabemos o quanto é importante apresentar um currículo atrativo para os recrutadores. Porém, apelar para mentiras consiste em um tremendo tiro no pé, sobretudo para quem está em busca do primeiro emprego.

Qualquer informação pode ser facilmente verificada pelo empregador e, caso alguma seja falsa, além de perder a vaga, sua imagem profissional fica bastante arranhada.

Categorize o conteúdo em tópicos

Por fim, a última dica aborda a estruturação das informações do perfil profissional. Ao montar um currículo, é importante lembrar que os dados atraentes para o empregador precisam ser facilmente identificáveis. Uma forma de conseguir isso é categorizando os dados mais relevantes em tópicos.

transforme-a-leitura-do-se-currículo-em-algo-agradável

Esse tipo de estrutura otimiza a visualização, permitindo que o recrutador escaneie o conteúdo para focar a leitura nos pontos mais importantes do perfil. Para isso, você pode utilizar os seguintes tópicos:

  • formação acadêmica;
  • principais experiências;
  • habilidades destacáveis;
  • cursos complementares.

E aí, conseguimos esclarecer suas dúvidas acerca do questionamento de ”como descrever meu perfil profissional?”? Esperamos que sim! Antes de nos despedirmos, não podemos deixar de dizer o quanto um perfil bem elaborado agrega valor ao currículo.

Afinal, quanto mais atrativo ele for, maiores são as chances de você conquistar um bom posicionamento no mercado de trabalho!

Gostou das nossas dicas e quer saber mais sobre o assunto? Aproveite a visita ao blog e descubra a importância do perfil profissional para conquistar o mercado!