Se você está em busca de uma universidade de excelência para cursar e se especializar em alguma área, certamente já se deparou com a realidade dos valores das mensalidades, que podem ser bastante altos.

Porém, não há motivos para desespero! 

Existem alternativas para que você consiga obter o seu ensino, mesmo que não tenha acesso a tanta grana no momento.

A principal forma é a bolsa de estudos. Por meio dela, você consegue um desconto no valor da sua mensalidade, tornando-a mais acessível.

O desconto pode ser de apenas uma parte do valor ou até mesmo integral!

Ótima notícia, não é mesmo? Agora a pergunta que deve estar na sua cabeça é: como conseguir bolsa de estudos?

Existem diversos tipos de bolsas e também variadas formas de alcançá-las.

Sendo assim, conheça agora as principais modalidades de bolsa e o que você pode fazer para ter mais chances de obtê-las! Continue a leitura!

Estudante-num-campo

O que é uma bolsa de estudos?

A bolsa de estudos é uma contribuição econômica que uma entidade oferece a um aluno, para que lhe ajude pagar os seus gastos na universidade.

Elas podem custear apenas uma porcentagem da mensalidade ou até mesmo o valor cheio.

As bolsas podem ser concedidas por alguma instituição ou pela própria universidade, mas sempre estão condicionadas a algo.

Na maioria das vezes, as bolsas são concedidas por mérito ou como uma ajuda social, referente a alguma minoria.

Em relação à ajuda social ela pode estar condicionada a raça, situação econômica ou se fez o ensino médio em escola pública, por exemplo.

Já as bolsas por mérito abarcam algumas categorias: acadêmica, cultural e esportiva. Se destacar em alguma dessas áreas pode ser a chance de obter uma bolsa estudantil.

 

Como conseguir bolsas de estudos?

Como já foi explicitado, cada instituição definirá os critérios para conceder bolsas de estudos.

Entretanto, existem algumas características que normalmente são consideradas, independentemente da entidade.

Confira agora algumas boas práticas para conseguir bolsas e veja se você se enquadra nelas!

Garota-pensando-bolsa de estudos

Tire uma boa nota no Enem

Primariamente, o Enem serve para qualificar se você está apto ou não para entrar em uma universidade pública, de acordo com a concorrência. Mas não se desanime se não conseguir!

O Enem é considerado como critério para concessão de bolsas de muitas universidades privadas, inclusive internacionais, como em Portugal, por exemplo.

Em alguns momentos, as bolsas são concedidas de acordo com a concorrência. Contudo, em algumas universidades, elas podem ser oferecidas de acordo com a sua nota apenas.

Ou seja, definem-se algumas faixas de aproveitamento, relacionado ao desconto.

Por exemplo: se você tirar mais do que 900, você ganha 80% de desconto, já se ficar entre 600 e 899, consegue 60%, certo?

Seja bom em algum esporte

Muitas universidades oferecem bolsa atleta.

Ou seja, se você for bom em algum esporte que a universidade tenha representatividade, você pode entrar para a equipe esportiva oficial e obter um desconto, até mesmo integral, na sua mensalidade.

Moço-jogando-bola-bolsa de estudos
Cesta-de-basquete
Pessoa-correndo

Nesse tipo de bolsa você treina e representa a universidade em campeonatos da sua modalidade e em troca obtém a ajuda econômica.

Essa é uma grande vantagem para ambos.

A universidade ganha mais visibilidade e você consegue concluir o seu curso sem se preocupar com a mensalidade.

Se você não se dá bem com esportes, essa não é a sua melhor chance.

Porém, se jogar é a sua praia, é uma boa ideia já começar a listar as instituições referências na modalidade esportiva que tem mais afinidade.

Participe de atividades extracurriculares

Ser ativo fora da escola também é uma ótima forma de atrair as atenções para você na hora de aplicar para uma bolsa de estudos.

Faz algum trabalho voluntário numa ONG? Tem uma banda? Já mobilizou pessoas para alguma ação? Canta em um coral?

banca-num-palco
ONG

A lista aqui pode ser imensa, mas a ideia é que existam atividades extras.

É muito interessante que você tenha alguma atuação, para além da escola. Isso demonstra proatividade, sendo uma característica muito visada nos bolsistas.

Produza conteúdo

Você já escreveu para o jornal da escola? Faz poesia? Tem um blog sobre um assunto do seu interesse? Tudo isso conta também.

Não só textos artísticos, mas a produção de conteúdo como um todo.

Máquina-de-escrever

Redações normalmente fazem parte do processo de qualquer seleção de bolsistas.

Certamente, possuir uma rotina de escrita pode lhe ajudar nesse quesito. Além disso, quando você produz conteúdo sobre algum tema, isso demonstra autoridade e conhecimento de causa.

Agora imagine que está buscando uma bolsa para cursar engenharia e também possui um blog sobre o tema.

As possibilidades de você ser selecionado são muito maiores do que as de alguém que não faz a mesma coisa.

Mantenha a excelência acadêmica

Mesmo depois de já estar dentro da universidade, ainda assim existem chances de você conseguir uma bolsa.

A maioria delas surge pela excelência acadêmica.

Bolsas de pesquisa e projetos de extensão são comuns durante o curso da faculdade e podem garantir uma mensalidade mais baixa.

Por isso, é importante se empenhar e ficar atento às oportunidades.

Boneco-com-uma-lâmpada

Qual é a diferença de bolsa de estudos para financiamento estudantil?

Embora as duas modalidades tenham o mesmo resultado, que é a de auxiliar o custeio das mensalidades pelo estudante, elas são muito diferentes.

Isso porque, no caso do financiamento estudantil, você não está recebendo uma ajuda de custo, mas sim fazendo um empréstimo

 A ideia é que a instituição financiadora cubra os seus custos imediatos com a universidade e que você retorne esse dinheiro a ela, só que de forma facilitada, com mais tempo para pagar e/ou a juros mais baixos.

Calculadora

A bolsa de estudos certamente é uma melhor opção, mas se não quer ou não pode investir mais tempo tentando conseguir uma bolsa, o financiamento é uma boa alternativa.

Assim, você já começa os estudos de uma vez e não precisa se preocupar todo mês em como pagará a mensalidade.

O principal órgão de financiamento estudantil no Brasil é o FIES, que é estatal, mas também existem diversas outras instituições privadas e bancos, que oferecem outras opções de financiamento.

Como foi possível perceber, não é impossível conseguir uma bolsa de estudos, porém é importante saber dessas dicas para ser mais certeiro no que investir seu tempo e garantir mais chances de sucesso.

Agora que já sabe como conseguir bolsa de estudos, compartilhe este texto nas suas redes sociais.

Dessa forma, você pode ajudar vários amigos também!